FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO ( Paulo, O Apóstolo - Paris, 1860 - "O Evangelho Segundo o Espiritismo" - Cap. XV, Item 10 - Allan Kardec)

Um espírito amigo

Afinal, o dinheiro é bom ou ruim?
Entre as leis estatuídas por Deus, encontra-se a Lei do Trabalho.
Por meio do trabalho digno e sincero, que seus filhos crescem e evoluem.
O dinheiro é o resultado, consequente, do trabalho, mas não o seu fim.
Não há, outro caminho, se não pelo trabalho de que se vale o homem, para o seu adiantamento individual.
A segunda lei, que faz par com a Lei do Trabalho, consiste na Lei da Caridade.
Trabalho e caridade são as colunas mestras, que sustentam o crescimento ordenado de qualquer sociedade.
Portanto, quando tivermos a oportunidade de acrescentar a caridade, aos nossos trabalhos, façamos de bom grado.
Se do teu trabalho provêm uma renda considerável, não se sinta culpado.
Saiba que, se Deus dignou-lhe conceder que, de seus esforços, tivesse a oportunidade de colher fartos e vistosos frutos, é porque tendes mérito nesse resultado, daí graças então.
A fartura como a miséria são dois lados de uma mesma moeda, que necessitamos aprender a lidar, com sabedoria e discernimento.
A fortuna que lhe for confiada, não deve ser, de modo algum razão de seu atraso na ascensão evolucionista.
Dela, por exemplo, podeis dar aos que nada ou pouco tem. O mal não consiste, portanto, em tê-la, mas ter essa como objetivo de vida.
Siga seu caminho, escute a voz de sua consciência, seja honestos em seus propósitos, tenha como bandeira a força conciliadora da caridade.
Viva e faça ser feliz, todos quanto puder ajudar.
Use o que Deus lhe concedeu, só assim, estarás apto a prosseguir no eterno aprendizado do ser.

Espírito amigo.

Psicografia: Danilo Martins
Grupo Meimei
Comunhão Espírita de Brasília
(9.7.2016 às 18h)

Nenhum comentário:

Postar um comentário